Librífero é o nome atribuído ao acólito, adulto ou criança responsável por preparar os livros litúrgicos para asce lebrações.

Preparativos:

1. Preparar no Lecionário as leituras da Missa, separando as mesmas pelas fitas;

2. Depois de o Lecionário preparado deixá-lo no ambão; ou sacristia se o mesmo for entrar em procissão;

3. Da mesma forma deve o “AL” preparar o Missal, podendo seguir as cores das fitas conforme exemplo abaixo: (Exemplo das fitas do Missal da Capela São Domingos de Gusmão):

Exemplo:
a) Fita Dourada – Oração da Coleta / Sobre as Oferendas / Depois da Comunhão;

b) Fita Verde – Benção Final;

c) Fita Laranja – Prefácio (Caso não seja utilizado o prefácio próprio da oração eucarística);

4. Após ter preparado o Missal deixá-lo na credencia da sacristia, ou de onde irá iniciar a procissão de entrada;

5. Se em uma Missa solene sendo usado o Evangeliário, também deverá o “AL”, preparar a leitura do evangelho, e deixá-lo sobre o altar; se for entrar em procissão deixá-lo na credencia junto ao Missal.

Na Missa:

1. Na procissão de entrada o “AL” caminha atrás dos acólitos do altar, segurando o Missal um pouco elevado;

2. Chegando ao altar faz-se pequena inclinação e vai para seu lugar no presbitério;

3. Após o sinal da cruz, ato penitencial e canto do glória, quando o sacerdote rezar o Oremos; o “AL” apresenta o Missal abrindo-o na FITA DOURADA para o sacerdote rezar a Oração da Coleta. Terminada a Oração o “AL” fecha o Missal e retorna ao seu lugar;

4. Deve o acólito estar atento a esperar completar totalmente a oração, não saindo antes da conclusão, como referencia, o sacerdote irá tocar no missal como sinal para o acólito voltar ao seu lugar no presbitério;

5. No momento do ofertório, quando o sacerdote descer do presbitério para receber as oferendas, o “AL” pegará a almofada ou suporte na credência e colocará sobre o altar para repousar o Missal. Deve o “AL” deixar o Missal aberto na FITA DOURADA para o sacerdote rezar a Oração Sobre as Oferendas. Então o “AL” se unirá aos acólitos do altar para os ajudar no Rito do Lavabo segurando o “manustérgio”; depois do rito retorna ao seu lugar;

6. Quando no momento da comunhão o sacerdote descer do presbitério para distribuir a Eucaristia, o “AL” retira do altar o Missal e a almofada ou suporte, deixando a almofada ou suporte na credencia;

7. Depois de o sacerdote distribuir a Eucaristia, retornar ao altar, purificar os vasos sagrados e então quando rezar novamente o Oremos, o “AL” irá apresentar o Missal abrindo-o na FITA DOURADA para o sacerdote rezar a Oração Depois da Comunhão. Terminada a oração o “AL” fecha o Missal e retorna ao seu lugar;

8. Após os avisos da Capela, no momento da benção final, o “AL” apresentará novamente o Missal ao sacerdote abrindo-o na fita verde, para a Oração antes da Benção, após a benção, o “AL” retornará ao seu lugar;

9. Quando no fim da missa, depois de o sacerdote reverenciar o altar com o beijo; descer na medida do possível junto com ele do presbitério, para juntos fazerem a reverencia ao altar, acompanhar a procissão de saída da mesma forma que na procissão de entrada.

10. Depois da despedida na sacristia, o “AL” deverá guardar o Missal, Lecionário “e quando houver também o Evangeliário”, no devido lugar.

11. Se houver algo de diferente será descrito nas observações do Cerimonial Preparativo para a Missa.

Observações:

Havendo algum imprevisto e falte algum Acólito do Altar (AA1 / AA2), o Acólito do Livro realizará as funções do Acólito do Altar 2.

Observações Finais

Estes Cerimoniais para Acólitos “coroinhas”, foram desenvolvidos por Leandro Campos e Bruna Meira (Capela São Domingos de Gusmão – Paróquia Santa Luzia – Pq. Mikail – Diocese de Guarulhos – SP – Brasil), com o intuito de facilitar aos iniciantes ao serviço do altar e para consulta aos já iniciados.

Foram desenvolvidos conforme a realidade (espaço celebrativo, posicionamento do altar, ambão etc.) de nossa Capela São Domingos de Gusmão. E adaptado a toda Paróquia com pequenas alterações de acordo com as realidades de cada Capela.

Foram passados todos os Cerimoniais em Formação Paroquial para Acólitos com a presença dos coordenadores de liturgia no primeiro trimestre de 2010, como material formativo e de apoio a todas as Capelas. Cada Capela nossa tem uma apostila com todos os Cerimoniais.

Os grupos de Liturgia e Acólitos “coroinhas” que desejarem utilizar nosso material, consultem vosso Pároco para eventuais adaptações quanto ao espaço celebrativo.

Fonte Internet: http://formacaoparaacolitos.blogspot.com.br/

Deixe sua mensagem para nós: