Numa fria manhã de Outono, Pe. Ilmário, presidiu a celebração da Missa da Solenidade da Santíssima Trindade, no Oratório São Luiz.

“Bendito seja Deus Pai, bendito o Filho unigênito e bendito o Espírito Santo. Deus foi misericordioso para conosco”.

Deus é o “mistério”. Isso não significa, estritamente, sua inacessibilidade ou incognoscoscibilidade. Significa muito pelo contrário que, enquanto “nele nos movemos e existimos” (cf. At 17,28), nossa compreensão não consegue engloba-lo. Por isso, ele se manifesta exatamente naquilo que nos envolve, em primeiro lugar, na insondável sabedoria com que o universo foi feito. Assim, o judaísmo viu na sabedoria de Deus uma realidade preexistente ao próprio universo: a primeira criatura de Deus, conforme nos ensina a primeira leitura.

Assim ao longo do ano litúrgico vamos celebrando as grandes festas da vida cristã. Hoje celebramos o mistério da Santíssima Trindade: um Deus em três pessoas – Pai, Filho, Espírito Santo, – uma verdade fundamental da nossa fé cristã, que expressamos inúmeras vezes, por palavras e gestos, na sagrada liturgia, na oração particular, na oração pública, todas as vezes que traçamos sobre nossa fronte o sinal da doce salvação, o sinal do cristão, a o “sinal da santa Cruz!”(cf. Evangelho de João 16,12-15).

A comentarista da celebração foi a Silvia:

A 1º Leitura foi proclamada pelo leitor Luiz:

Assista abaixo o cântico do livro de Daniel, capítulo 3,  cantado pela salmista Neide:

A 2º Leitura foi proclamada pela leitora Tereza:

Assista abaixo à Proclamação do Evangelho pelo Pe. Ilmário:

Assista abaixo à homilia do Pe. Ilmário:

A oração da comunidade foi feita pelo leitor Eduardo:

Auxiliaram na celebração os pós-noviços salesianos Denis, Giovanni e Leandro; e os acólitos Beatriz, Danilo e Marcos;

Auxiliaram na distribuição da Sagrada Eucaristia aos fiéis, os ministros extraordinários da Sagrada Comunhão: Richard, Valéria, Inácia, Felipe e Júnior (da esquerda para a direita, na 1º fila).

Auxiliaram também na celebração todo os coroinhas:

A animação musical ficou por conta do casal João Tobias e Neide que deixou a celebração mais bonita e participativa.

Após a comunhão, o sr Luiz declamou um poema em homenagem aos Namorados, do poeta Francisco (Chico Enfermeiro).

Quando tudo começou
Só meu coração é que sabe
Só sei que foi articulação do destino
Como um passe de mágica
Você apareceu em minha vida
Fazendo renascer em meu coração
A esperança perdida

Parecia que nunca mais iria amar
Mas foi naquele tímido olhar
Que você me direcionou
Onde senti uma forte sensação
Eram os sentimentos fluindo
Na mesma direção

Foi neste mágico acontecimento
Que o destino articulou
Que percebi: ninguém foge do que está escrito
Vamos viver para o nosso amanhã
Nossas vidas se encontraram
Num caminho repleto de incertezas
Que teremos que transformar em realidade

Você me encontrou
E eu te encontrei
No caminho do amor e da verdade

(Francisco – Chico Enfermeiro)

Galeria de Fotos:

(É só clicar na imagem abaixo para abrir o álbum com todas as fotos da celebração)

Missa da Solenidade da Santíssima Trindade / Google Photos

Deixe sua mensagem para nós: