Numa bela manhã de Inverno, Pe. Ilmário de Souza Pinheiro, SDB, presidiu a celebração da Missa do 19º Domingo do Tempo Comum, Dia dos Pais, no Oratório São Luiz.

A liturgia do 19º Domingo do Tempo Comum tem como tema fundamental a revelação de Deus. Fala-nos de um Deus apostado em percorrer, de braço dado com os homens, os caminhos da história.
A primeira leitura convida os crentes a regressarem às origens da sua fé e do seu compromisso, a fazerem uma peregrinação ao encontro do Deus da comunhão e da Aliança; e garante que o crente não encontra esse Deus nas manifestações espectaculares, mas na humildade, na simplicidade, na interioridade.
O Evangelho apresenta-nos uma reflexão sobre a caminhada histórica dos discípulos, enviados à “outra margem” a propor aos homens o banquete do Reino. Nessa “viagem”, a comunidade do Reino não está sozinha, à mercê das forças da morte: em Jesus, o Deus do amor e da comunhão vem ao encontro dos discípulos, estende-lhes a mão, dá-lhes a força para vencer a adversidade, a desilusão, a hostilidade do mundo. Os discípulos são convidados a reconhecê-l’O, a acolhê-l’O e a aceitá-l’O como “o Senhor”.
A segunda leitura sugere que esse Deus, apostado em vir ao encontro dos homens e em revelar-lhes o seu rosto de amor e de bondade, tem uma proposta de salvação que oferece a todos. Convida-nos a estarmos atentos às manifestações desse Deus e a não perdermos as oportunidades de salvação que Ele nos oferece.

O comentarista da celebração foi o José Carlos:

 

A 1º Leitura foi proclamada pela leitora Rosana:

 

O Salmo 84 foi cantado pela salmista Neide:

 

A 2ª Leitura foi proclamada pela leitora Viviane:

 

Assista abaixo à Proclamação do Evangelho pelo Pe. Ilmário:

 

Assista abaixo à linda homilia do Pe. Ilmário:

 

A oração da comunidade foi feita pelo leitor Luiz:

 

Auxiliaram na distribuição da Sagrada Eucaristia aos fiéis, os ministros extraordinários da Sagrada Comunhão: Domingos, Júnior, Valéria e Felipe (da esquerda para a direita).

 

Auxiliaram na celebração: os pós-noviços salesianos Leandro e Giovanni; e os acólitos Beatriz, Danilo e Marcos.

 

Auxiliaram também na celebração  os coroinhas:  Yan, Arthur, Ernani e Eduardo (da esquerda para a direita); Yanni, Yan Kevin e Li Zijian (2ª fila da esquerda para a direita):

 

A animação musical ficou por conta do casal Neide e João Tobias, que deixou a celebração mais bonita e participativa.

 

Após a comunhão o coroinha e leitor mirim Yan declamou um poema em homenagem aos Pais:

.

À Você, meu Pai

 

Meu Pai.. um amigo

De mãos dadas, voltadas para o céu,

Agradeço ao senhor de coração

Pelos exemplos de vida

Que levarei para sempre comigo.

 

Neste mundo de incertezas,

Não é nada fácil ser um pai de verdade.

Muitas vezes a própria convivência

É a causa de muitas separações.

Parece que o amor não existe mais.

São crianças, circulando pelas ruas

Dizem que são filhos sem pais…

 

Mas existem pais

Que se aglutinam nas obrigações

Fazendo da família seu tesouro

Caminhando junto com ela,

Subjugando os entraves do tempo,

Deixando a mocidade para trás,

Transparecendo no seu semblante

Os sinais que se fixaram

No cansado corpo arquejante.

 

De tudo, restou apenas as experiências

Que de você, pai… ninguém pode tirar.

São dificuldades que se fizeram em sua trajetória.

E hoje, depois de uma longa caminhada,

Recebe de Deus o troféu de sua longa vitória.

Assim é a nossa vida, onde nem tudo é só alegria.

Pai, peço a Deus pelo senhor

Que lhe dê muita saúde e energia.

Muitas felicidades neste seu dia!

 

Por Francisco (Chico Enfermeiro)

.

.

Galeria de Fotos:

(É só clicar na imagem abaixo para abrir o álbum com todas as fotos da celebração)

https://goo.gl/photos/rqn852KbesHTJyENA

Deixe sua mensagem para nós: