Neste mês dedicado por nossa Igreja às Vocações, nosso querido Salesiano Paraguaio Giovanni deixa seu Testemunho Vocacional.

Carlos Giovanni Sosa Amarilla é meu nome completo. Nasci no dia 26 de julho de 1997 em Assunção, Paraguai. Antes de ter a idade para ir à escola, a minha família mudou-se para a cidade de Limpio. Nessa cidade começou tudo.

Após de ter completado a idade de 15 anos, comecei o catecismo de crisma. Durante esses meses, aos domingos, participava da Missa das 8 da manhã na paróquia e logo ia para as aulas que eram às 10 na capela de uma comunidade vizinha à minha.

Assim passou o tempo e chegou o dia de um retiro. Nesses três dias de formação espiritual, tive pela primeira vez um encontro com Jesus. Sentia que lhe pertencia. Em novembro de 2013 fiz o Crisma, foi um dos dias mais felizes da minha vida. Podia sentir a força do Espírito Santo percorrer pelo meu sangue e quase explodir no meu coração.

Para que pudesse louvar mais ainda a providência divina, em dezembro do mesmo ano, os seminaristas da Arquidiocese de Assunção realizaram mais de 15 dias de missão na minha paróquia. Assim, chegaram três seminaristas (Juan, Cristian e Julio) para visitar e acompanhar a comunidade de São Tarcísio e eu, que estava desejoso de servir a Deus, guiei-os pelas casas do bairro. Foi desta forma que eu conheci, por meio deles, como era o seminário. Fiquei impressionado pela suas experiencias formativas.

No ano seguinte, 2014, fui catequista de várias etapas na minha comunidade: São Tarcísio. Participava dos encontros vocacionais na paróquia e na arquidiocese. O pároco e os vigários da minha paróquia me deixaram servir como acólito. Por outro lado, esse ano terminei o colégio.

Era o momento de DECIDIR o que eu queria fazer da minha vida. Não pensava em outra coisa que não seja o Seminário. Foi assim que dei o meu sim ao Senhor e no dia 22 de fevereiro do 2015 ingressei no Seminário Maior Nacional Diocesano do Paraguai, na cidade de Caacupé, com 17 anos de idade.

Depois de dois anos de formação nessa casa, o arcebispo Dom Edmundo Valenzuela, SDB, ofereceu-me a possibilidade de continuar a minha formação sacerdotal numa comunidade salesiana em Lorena, SP, Brasil. Esta bênção de Deus deixou-me sem palavras, sem reação, porque sabia tudo o que isso significaria. Mas aceitei com felicidade e preparei-me para a viagem.

No sábado, 4 de fevereiro do 2017, Cristhian, Lucas e eu saímos da Rodoviária de Assunção com destino a Tietê e logo a Lorena. Chegamos no domingo, dia 5 e assim começou uma nova etapa da minha vida: Ser quase pós-noviço salesiano, falar português, estudar filosofia, conhecer novas pessoas e estar longe da família.

Junto a Pe. Ilmário e  pós-noviços salesianos Denis e Leandro

É isto uma breve síntese da minha história vocacional, curta e longa ao mesmo tempo, mas cheia de bênçãos. A minha família sempre me apoiou e isso é uma grande vantagem para alguém que deseja andar por caminhos novos e incertos. A providência divina manifestou-se sempre: nunca me faltou nada.

Por fim, a minha curta idade faz-me dizer como Jeremias: “Ah Senhor Javé, eu não sei falar, porque sou jovem”. Javé, porém me disse: (…) “Não diga sou jovem, porque você irá para aqueles a quem eu mandar e anunciará aquilo que eu lhe ordenar” (…) Jr 1, 6-7.

Giovanni, Salesiano Pós-Noviço

E-mail: sosagio02@gmail.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *